Um penacho na cabeça de uma tribo de paz…

Como já dizia Ivetinha, os penachos sejam na cabeça, nas roupas, nas bolsas ou sapatos estão aí pra ficar. E a tribo de paz da vez conquistada pela penugem é a dos fashionistas.

Depois da onda que a Kate Middleton lançou moda com seus apaixonantes fascinators, eles literalmente fizeram a cabeça das fashionistas e celebs de todo o mundo, principalmente da Inglaterra. Pra quem quer saber e ainda se confunde entre fascinators, casquetes, chapéus e voilletes, dá uma olhada nesse post da Petit que explica a diferença entre eles. Se bem que acho que a maioria dos que vemos por aí hoje em dia são um mix de todos mesmo!

Além dos fascinators, as penas e plumas também vão na cabeça com as “Feather hair extensions” ou como eu gosto de chamar, no português claro: tererê de pena haha. Moda lançada por artistas com um estilo mais “folk” como a Ke$ha (é muito ela esses treco, né?), Selena Gomez e as meninas do seriado Glee. Só faltou a Miley Cyrus!

Mas já que o assunto são penas, plumas e afins, não foram só nossas madeixas que ganharam movimento não. Saias, coletes, casacos, bolsas e até sapatos, como esse da celebração dos 15 anos da Jimmy Choo, ganharam o toque das aves:

Na mesma pegada são as franjas que a gente já conhece e também estão por aí em todo canto! :)

E pra finalizar, um D.I.Y pra vc fazer sua própria saia de plumas sem ter que pagar uma fortuna! Aliás fuçem o site inteiro pois ele é ótimo.

Ps: Como vocês devem ter notado, fiquei um tempãaao sem postar. É que no meio do ano comecei a fazer faculdade aqui em SP e tava uma correria a mudança e tudo mais, então dei uma parada e fiquei enrolando pra voltar, mas agora vou voltar a postar sempre, prometo! Digo, sempre que tiver um assunto bacana, porque é melhor postar de vez em quando alguma coisa legal do que todo dia qualquer coisa, né!?

Beijinhos!

Os ombros da vez: Arredondados

Depois da ditadura das ombreiras e ombros marcados da Balmain, os ombros arredondados herdados da Balenciaga dos anos 60 voltam com tudo nesse verão.

Depois de muitos anos 70 em um clima Boho, os anos 60 vem pra dar um ar clássico ao nosso armário. Como foi dito aqui na palestra da Elle e WGSN, outro item herdado dessa época são os Shift Dresses.

Agora os Cocoon shapes (cocoon é casulo em inglês) fazem as vezes dos ombros marcados. Mangas morcegos, túnicas e sobretudos bem largos que remetem à verdadeiras arquiteturas da costura compõem uma das marcas registradas da Balenciaga.

1960 X 2011

Na passarela:

Burberry Prorsum

Stella McCartney

Jil Sander

Triton 

Huis Clos

Osklen

Não que eu vá aposentar meus queridos ombrinhos marcados, mas o fim de uma ditadura é sempre memorável.

Eu quero: Colarinho Avulso

Fofo né? Esses com estampas de gatinho, cachorrinho e pássaros são da Miu Miu

Mas se você não quiser desembolsar uma pequena fortuna por um colarinho, dá pra personalizar o seu:

Camisa Masculina


Moldes

Stencil

Verão 2012: Alpargatas

Não é de hoje que as Alpargatas, também conhecidas como Espadrilles estão fazendo a cabeça das celebridades e fashionistas por aí. Todo verão ela volta, cada vez mais ousada e as marcas sempre inovando seu visual já conhecido.

Alpargatas ou Espadrilles, para quem não sabe, são aqueles sapatos de pano com salto ou plataforma de corda.

Os modelos mais tradicionais das alpargatas você pode encontrar na Cervera:

E todo ano marcas como a Schutz, Arezzo e Santa Lolla também lançam seus modelos. Veja no preview da Schutz de verão 2012:

Tudo lindo, não? Agora é só esperar que em agosto estão nas lojas!

Sempre que eu me vejo querendo essas alpargatas lembro de uns anos atrás que minha irmã voltou de Barcelona com dois modelos parecidos com que a Alexa ta usando e eu queria jogar no lixo de tão feio que achei! Hahaha Ninguém gostou aqui em casa e acabamos doando, ai se arrependimento matasse… Mas tudo bem, é sempre assim mesmo né?

Beijoss!

Trend Alert: Envelope Clutches

Não é de hoje que esse tipo de bag vem fazendo a cabeça das fashionistas pelo mundo todo. São super práticas, podendo ser usadas sozinhas ou até dentro de outras bolsas como necessaire. Dão um ar retrô e romântico ao look e são super versáteis, completam desde o look mais casual até o mais chic.

 

 

As envelope bags levam o nome por terem o formato exato de um envelope (jura?), mas existem outras variações como essa aqui da American Appareal que também dão o mesmo efeito.
Elas vem em 3 tamanhos:

 

Large

Medium

Small

Pra variar nunca vi pra vender pelas ruas, mas a internet sempre nos salva. Tem vários modelos no ebay, só digitar “envelope bag” no search que aparece.

Beijos!

Palestra ELLE e WGSN: O universo feminino e a moda

Fiquei de falar sobre o SPFW mas na verdade eu não tenho muito o que falar sobre lá: cheguei bem cedo, o desfile que eu supostamente assistiria era o último (21h30), não tinha nada pra fazer no meio tempo além de ficar na fila do stand da melissa pra tentar ganhar uma sandália (achei que o evento em si está fraquíssimo) … enfim!

O ponto alto do dia, foi logo que cheguei no Ibirapuera. A moça que ia me dar os convites ainda não tinha chegado, e eu ainda não sabia onde era a Bienal, então fui andando até chegar em uma construção, que depois que olhei na placa vi que era o Museu de Arte Moderna (MAM). 

Eu e meu namorados paramos em frente, sem então entender o que tava rolando, meio perdidos.. Eis que uma moça simpática pergunta se estamos ali para a palestra. Eu disse que não, e ela disse que se quiséssemos ir, então estaríamos convidados. Hmmm. Agradeci mas não dei muita bola. Mas aí caiu a ficha de que ficaríamos no mínimo 1 hora esperando a tal mulher dos convites, sem nada pra fazer, então porque não?

Já que eu caí de pára-quedas ali, enquanto todas as blogueiras e jornalistas que estavam ali presente portavam seus bloquinhos de anotações, só prestei atenção mas não planejava fazer nenhum post detalhado sobre, já que minha memória não é das melhores..
Mas aí navegando pela minha listinha de blogs, entro no Chata de Galocha e descubro que a Lu também estava lá e fez um mini post sobre, e me inspirou a fazer um também com o pouco que resta na minha memória!

Foto tímida que eu mesma tirei, não querendo ligar o flash e causar olhares indesejados, já que eu já era penetra.


Lá na palestra foi discutido o mash up de conceitos e padrões que estamos vivendo nos dias de hoje. Vários movimentos foram abordados.

Transetária:

O old school, retrô, que já conhecemos e adoramos tanto vai além da vestimenta, o vintage pode ser percebido no comportamento. Hoje em dia, as mulheres mais velhas são ícones de beleza e referência. 

“Antigamente envelhecer era sinônimo de perder tudo de positivo. Hoje em dia as mulheres maduras são vistas como exemplos de status, de mulher bem sucedida e até de beleza” 

Um bom exemplo que foi usado foi os cabelos brancos. O que antes era um pavor para quem tinha, hoje em dia é questão de estética. Kelly Osbourne e Lady Gaga já usaram os cabelos nessa cor, ambas aos 24 anos.

“Isso gera uma mudança de comportamento e de consumo. Hoje em dia as mulheres jovens desejam peças do guarda-roupa da vó, compram roupa em brechó e a estética retrô hoje é usada pelas pessoas mais modernas” diz Andrea Bisker.

Super me identifiquei e adorei essa parte. As pessoas que eu considero mais estilosas hoje em dia usam e abusam do vintage de verdade, seja em jóias, roupas, bolsas… Eu mesma me pego desejando um acessório ou outro de vó que vejo por aí! Amo!

Hotel em Londres no estilo Granny Chic (Vovó Chic), que é uma tendência no turismo.

Ari Setch Cohen, à dir. é o criador do blog Advanced Style que retrata exatamente o assunto em questão. É um face hunter de NY que sai em busca das senhoras mais estilosas e elegantes da cidade. Vale a pena conferir o blog. Demais!

Genderless:

Na incessante busca pela igualdade dos sexos, os homens e as mulheres tendem a se difundir cada vez mais, ficando cada vez mais difícil definir que roupas, empregos, carreiras, enfim, coisas, sejam definidas em femininas ou masculinas.

Nesta última SPFW, Mário Queiroz levou esse conceito às passarelas, adaptando para as mulheres, a moda que faz para os homens.

Calça Boyfriend para elas, e Ex Girlfriend, para eles.

Andrej Pejic (dir.) é um modelo que estrela para campanhas tanto femininas quanto masculinas, devido seu estilo andrógino.

Um pedaço desse vídeo foi mostrado na palestra, exemplificando o genderless… Muito gostoso de assistir!

Sexto Sentido:

Em contraponto com o que foi apresentado na palestra, esse movimento diz que as mulheres estão resgatando um pouquinho do que perderam nos tempos de luta pela igualdade, como o sexto sentido, nossa poderosa intuição, rotina doméstica, etc.
Eu particularmente achei isso uma bobagem, afinal, desde quando isso foi perdido? Claro que queimamos sutiãs e  etc mas isso não quer dizer que perdemos nossa identidade. Próximo.

Paradoxo In(sustentável)

Como não poderia deixar de ser citada, a questão da sustentabilidade. Mulheres que estão confusas em relação ao que é ou não coerente ao tentarem inserir o consumo consciente no dia a dia. Não só para as mulheres, mas para qualquer um que tenta abraçar a causa, surgem conflitos e perguntas sem respostas sobre o assunto.

“No banheiro público: eu uso o secador de mão ou a toalhinha de papel? O que é pior (para o meio-ambiente)?” se questiona Flávia Lhacer, em um dos vídeos apresentados na palestra.

Um dos muitos questionamentos que surgem sobre o assunto.

Fora isso, tem o fato de que como em qualquer assunto polêmico e que fuja do entendimento de nós, leigos, sempre aparece o outro lado. No caso da sustentabilidade, os cientistas mais céticos sobre o problema dão conta de confundir mais ainda as cabeças já confusas das mulheres. Sustentabilidade: prioridade ou não? Verdade ou mentira?

O ambientalista cético: revelando a real situação do mundo

Bom, sobre esse assunto, eu sou radical e parto do conceito que não há mais vida sustentável na terra habitada pelos seres humanos. Mais cedo ou mais tarde, a maneira de vida como nós a conhecemos se esgotará e o planeta se renovará como sempre fez, extinguindo-se somente a nossa espécie e mais algumas que levaremos conosco. O planeta não, esse não precisa ser salvo: ele sempre fez isso sozinho.

Bom, coloquei aqui os principais movimentos abordados na palestra, e pra finalizar, algumas das tendências para o inverno 2012 (esse povo e essa mania de viver pensando no futuro mais distante…) apontadas por lá:

Blusa de laço

That 70’s clothes? Sim. Esses dois itens acima são são meus queridinhos faz tempo, e de vocês? Podem se jogar nas compras pois de acordo com o WGSN é tendência futura também.

Vestido “deslocamento” (?)

Esse veio diretamente dos anos 60, mas é tãaaao atemporal que passa batido como look total contemporâneo fácil, fácil.

As calças “cortadas”, curtas

Disseram por lá que era ótimo pra dar ponto de cor pro look, e não é que é mesmo?

O blazer “smoking”

O nome mesmo já diz. Blazer tipo “smoking” – seguindo o movimento genderless.

A saia lápis

Clássico dos anos 50, totalmente atemporal, nunca sai de moda e fala por si só: sempre elegante e sexy.

Ps: Como não anotei nada, pra escrever esse post eu achei o santo do site do projeto piloto mostrado na palestra que me refrescou a memória, por isso foi possível o post gigante. haha

Look da noite: Colete em Shearling

Não sei se continuo com essa parte do blog, o que vocês acham? Apesar de ser o que eu mais gosto em alguns blogs, em outros eu passo reto! ahaha Me digam!

Não sei a marca de nada do look haha, tudo acervo. Ah, só a carteira que é da c&a :)

Os casacos e coletes em Shearling, ou tambem chamados de “aviador” são uma oportunidade pra descansar a perfecto, mas não esquecer hein? Nessa onda camelo, a pretinha rocker sai de cena e daá lugar as jaquetas em tons terrosos, seja aviador ou perfecto.

Beijoss

Inverno 2011: Estampas

Bom, vamos ao último post da série Inverno 2011. Vou falar de estampas. Fora aquelas que vocês já conhecem que estão sempre aí: listras finas, listras largas, xadrez, desenhos, florais, etc, vou mostrar algumas coisas “novas” pra vocês.

Lendo os outros blogs me sinto um ano atrasada falando do inverno, mas enquanto eu estiver passando frio, pra mim nunca vai ser demais falar sobre ele, apesar de todo mundo já estar falando sobre verão/primavera. Isso é algo que me irrita, pois mais parece uma corrida pra ver quem lançar a notícia primeiro. hahah Enfim…

Animal Print

Ok, essa não é novidade mas não tem como deixar passar. Animal print veio com tudo nesse inverno, e a oncinha ganhou destaque em todo tipo de peça, desde roupas, acessórios, sapatos até cama mesa e banho. Isso todo mundo já sabe, afinal não precisa ser nenhum expert pra perceber que em toda vitrine, só da onça.

Clutch, sapato, saia, calça, cardigã…

O próprio bicho estampado também vale!

Cosmic

As estampas cósmicas já desfilam por aí já faz um tempo, mas esse ano o estilista escocês Cristopher Kane trouxe elas à tona com sua coleção masculina de verão 2011. Pra quem quiser, dá pra comprar pelo site YOUREYESLIE. Depois disso, várias outras marcas e estilistas adotaram a estampa em suas coleções e aqui no Brasil a Botswana e Cantão foram duas delas. Eu particularmente até gosto da coleção original, e nos homens. Mas em geral, sei não, viu.

Essa é a coleção do Cristopher Kane

E outras inspirações

Fair Isle

Essa é minha preferida. Fair Isle é uma técnica do tricô usada para fazer estampas multicoloridas, com uma pegada meio boho, meio indiana. O nome é da Ilha onde foi originada, no norte da Escócia. Com o tricô em alta neste inverno, o Fair Isle não poderia ficar de fora. Quando eu ainda não conhecia a técnica, vi na arara de uma loja e me apaixonei de cara, aí quando tava procurando pano pra manga pra fazer esses posts, descobri do que se tratava.

A estampa não precisa ser necessariamente colorida

Eles não ficam lindos?

Scarf + Calça também pode!

É isso gente! Agora é só usar e abusar do mix de estampas, e com muita ousadia e bom senso, usar de tudo um pouco.

To apaixonada por esse cropped tricô da Anne! Eu quero!

Beijoss!

Cambridge Satchel – It bag que cabe no bolso

Segunda-feira é dia de botar em dia os posts do final de semana. Então vamos começar falando das Cambridge Satchels como eu havia prometido.

São bolsas inspiradas nas pastas escolares clássicas no exterior. Sim porque aqui no brasil o que pega nas escolas mesmo é mochila do BEN 10 hahaha. Com um ar vintage-moderno, são feitas de couro legítimo e você tem a opção de personaliza-la com suas iniciais.

Elas vem em 4 tamanhos:

  • 11″ é a menor e não tem a moldurinha no meio como as outras. Tem 20.3cm de altura e 5.2cm de profundidade.
  • 13″ é a média e minha favorita. Tem 22.8cm de altura e 7.5cm de profundidade.
  • 14″ essa é um pouco maior e cabe folha de papel A4, ideal pra quem quer levar pra faculdade. Tem 25.3cm de altura e 7.6cm de profundidade.
  • 15″ uma verdadeira messenger bag (bolsas carteiro). Ideal também para estudantes ou profissionais, muitos notebooks e livros cabem sem problemas nesse modelo. O tamanho é quase o mesmo da 14″, o que muda é a profundidade: 25.3cm de altura e 10.1cm de profundidade.

Eu acho que essa é a 14″, mas não tenho certeza.. hahah

As cores fortes formam um color block com qualquer roupa.

Na primeira foto, essa amarela com alcinha é a Batchel, outro modelo um pouco maior e que da pra ser usado também como mochila.

Todas são lindas demais! E como eu falei no título do post, as satchels cabem no seu bolso: custam em média $130 + $30 shipping (tudo dá em torno de R$200, depende do tamanho e personalização), o que comparado às outras it bags que normalmente vemos por aí, não é nem 1/10 do preço. hahaha

To querendo muito uma, mas estou em dúvida entre a marrom, amarela, vermelha e roxa. :(

Esse é o site oficial, e só lá você consegue gravar suas iniciais, mas você também as encontra no site da Asos, Modcloth e Urban outfitters UK alguns modelos personalizados.

Inverno 2011: Tecidos

Oi gente!

Hoje vou falar dos tecidos que a gente vê por aí. O próximo post das tendências de inverno será sobre as texturas, estampas e cores. Ia colocar nesse mas ia ficar muito grande e cansativo.

Chiffon e Seda (ou cetim de seda):

Chiffon pra quem não conhece é aquele tecido bem levinho, solto e translúcido. Claro que com a transparência em alta ele não poderia ficar de fora! A Seda todo mundo já conhece, mas o que mais se vê por aí é na verdade “cetim de seda”. Os tecidos estão em alta principalmente nas blusas e camisas estilo retrô.

Chiffon

Apesar do inverno, as camisas sem manga são meu desejo! Muito lindas e dá até pra fazer uma com aquela camisa velhinha né?

Tenho uma de chiffon meio nude que é exatamente o mesmo modelo da preta da primeira foto. É da American Appareal e eu comprei pelo site mesmo, mas parece que eles tem uma loja na Oscar Freire. Só não recomendo pra quem é baixinha, mirradinha, porque é realmente grande. O modelo no site está como “oversized shirt” e é oversized mesmo. haha

Seda (ou cetim de seda)

Quero muuito uma de seda com esses babadinhos!

Tricô

Sabe aquele cachecol ou casaquinho que sua vó te deu e você agradeceu com um sorriso amarelo, jogou no fundo do armário e nunca mais tirou? Pode desenterrar e já ir encomendando mais porque o tricô ta aí. E não só no obvio como cachecóis e casacos, mas também vestidos, saias, shorts, bolsas, tudo!

Já pode querer todos?

*Prestem atenção no desenho da saia da última menina, é o Fair Isle e vou fazer um post sobre ele!

Couro, Nobuk, Camurça e Chamois

Por último mas não menos importante não é mesmo?! Pelo contrário, é um dos protagonistas do inverno com certeza! Não vou poder me aprofundar no assunto nem explicar as diferenças porque eu não faço a menor idéia! haha. Fora o couro tradicional, que é inconfundível, os outros pra mim são muito parecidos. Pelo que percebo acho que chamois é um tecido mais leve e maleável, sendo assim usado mais em roupas… Já o nobuk, diz na minha querida wikipédia que é um couro sintético, mas não sei não heim!? Também é mais caro e sofisticado que a camurça. Enfim, o que importa é que você tem que tê-los no seu armário! Haha
Couro
Chamois. Nobuk, Camurça

Olivia Palermo & Bobstore

Peles

*Antes de qualquer coisa quero deixar claro que sou totalmente contra abatimento de animais com fim exclusivo para vestuário. Não vou entrar no mérito da questão hoje, mas queria esclarecer já que eu vou falar de peles (sintéticas ou reais), afinal estou falando das tendências eu gostando delas ou não. Sem contar que temos pelúcia aí pra isso né?

É, elas voltaram! Inicialmente por questões de sobrevivência as peles eram usada apenas com o intuito de aquecer. Mas no séc XIX e começo do séc XX, elas se tornaram artigo de luxo das damas da sociedade. Depois disso, por um bom tempo as peles vinham sendo consideradas cafonas, até que a vez delas chegou novamente. Com os materiais sintéticos como a pelúcia, além de os casacos de pele poderem voltar para as ruas no ápice do assunto “sustentabilidade”, puderam voltar muito mais populares e acessíveis, deixando de ser artigo de luxo para compor looks pelas ruas do mundo todo.

Aposte nas peles (sintéticas por favor) seja em casacos, coletes, bolsas ou sapatos

É isso meninas… Fiquem de olho no próximo post sobre o inverno!

Beijoss

%d blogueiros gostam disto: